Como tratar os seus testes?

Posted on janeiro 27, 2008. Filed under: desenvolvimento | Tags:, , , , , |

Este post migrou pro novo blog.

Este blog está em fase de fechamento.

Anúncios

Make a Comment

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

7 Respostas to “Como tratar os seus testes?”

RSS Feed for Alinhavado Comments RSS Feed

Bom post,mas pelo que entendi a diferença entre TDD e BDD é bem sutil…será que o último não seria uma consequência natural da primeira ?

É exatamente isso 🙂

BDD funciona como um “próximo passo” do TDD, tudo o que já se sabe sobre TDD é completamente aplicável em BDD, a diferença agora é focar não no teste em si, mas na funcionalidade implementada, no comportamnto dela dentro do sitema e, principalmente, em como exprimir isso de forma clara pra quem estiver olhando a especificação.

No RSpec, por exemplo, você não coloca “testeDissoQueValidaQueAVariavelTalFoiInicializada”, você coloca “A variavel tal deve ser inicializada”, a clareza simplifica a vida do programador tanto na hora que ele estiver lendo o teste como quando ele for ler a documentação que foi gerada por estes testes, fica bem mais claro de se entender o que é que está acontecendo.

Excelente artigo Mauricio, simples e esclarecedor.

Outro dia estava navegando pelo mundo Ruby e me deparei com o framework citado, através do projeto Rubinius. Achei interessantíssimo e espero que haja algum ferramental de apoio para os projetos.

[…] Testes são apenas validadores ?! Postado no 2, março, 2008 por samuelvalerio O Maurício Linhares, moderador do GUJ e nosso vizinho paraibano, escreveu um post muito interessante sobre os significados dos testes. Eles podem ser bem mais que simples validadores. O Shoes já tinha falado sobre modelagem em código em seu post sobre Analista de Sistemas. Vejam aqui! […]

Me corrija se eu estiver errado:

BDD seri auma técnica que produziria uma “análise” executável? Isto é, se produz componentes que definem o comportamento do seu software (basicamente o que a análise faz produzindo as “user stories”) só que essas poderão ser executadas validando o sistema? Se for, muito bom! =)

Ele pode ser utilizado assim, nesse sentido de análize executável, quando você vai pelo StoryRunner ( http://www.tomtenthij.co.uk/2008/1/25/rspec-plain-text-story-runner-on-a-fresh-rails-app ), mas normalmente isso é depois que você escreveu os specs comuns, que mesmo parecendo muito com a “linguagem” ainda são escritos em Ruby.

Maurício,

Vi um post seu na rspec-users sobre problemas que está tendo com rspec+rcov. Estou tendo os mesmos problemas e parece que não estamos sozinhos: http://rspec.lighthouseapp.com/projects/5645/tickets/309-fix-for-rcov-segfault

Você conseguiu achar alguma solução que funcione?

Grande abraço!


Where's The Comment Form?

Liked it here?
Why not try sites on the blogroll...

%d blogueiros gostam disto: